EM NOME DE JESUS… faz-se abominações terça-feira, jun 29 2010 

Assim, como é no mundo, também a igreja que está no mundo (não confundamos com a verdadeira igreja que não se conforma com mundo) não está tendo limites para ir além do absurdo. Depois das concessões havidas e tidas como muito normais e politicamente corretas, tais como: perfumes evangélicos, cerveja evangélica, água mineral evangélica, cartões de crédito evangélicos, badulaques e quinquilharias evangélicas, etc… Surge agora o SexShop Cristão com produtos ungidos pelo poder da oração. Primeiramente acontece nos Estados Unidos, esperem só para ver… em breve nestas plagas tupiniquim.

Leiam a notícia:

Para os casais que gostariam de dar uma apimentada na relação, mas uma sensação de culpa sempre prejudicou novas empreitadas sexuais, surge uma nova solução: brinquedos sexuais cristãos.

A nova empreitada responsável pelo crescimento de dois sex shops online nos Estados Unidos é a prova de que no mercado erótico há espaço para todos.

O site pioneiro “Book22.com” começou em 2008. A proprietária, Joy Wilson, disse em entrevista ao site religioso “NPR.com” que ao procurar alguns brinquedos pela internet para melhorar a vida entre quatro paredes com o seu marido, ambos se depararam com pura pornografia. Não era isso que procuravam: “Fiquei muito surpresa que era tão ruim”.

Por isso, ela resolveu começar seu próprio sex shop livre de pecados. O site comercializa livros, brinquedos e até mesmo conselhos sexuais e amorosos. O nome da loja faz referência ao salmo 22 da Bíblia.

Preocupada em garantir a santidade dos produtos oferecidos, Joy faz questão de fazer sua parte: “Nós oramos por todos os produtos antes de adicioná-los ao site”. Ao que parece, a tática tem dado certo: “Ele (Jesus) realmente nos impressionou. Quase toda nossa página de “pedidos ‘especiais’ está esgotada”. A especialidade envolve um “kit de aventura para o fim de semana” e um “kit sexy de velcro”.

Outra alternativa é o site “MyBelovedsGarden.net” que oferece os mais variados tipos de produtos. Vibradores em forma de coelhos, anéis penianos, consolos e estimuladores anais são algumas das opções.

A página inicial do site deixa claro a filosofia da loja: “oferecemos ótimos preços em nossos brinquedos sexuais cristãos, sempre mantendo Jesus Cristo no centro de tudo”.

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! Isaías 5:20

Anúncios

MARCHA PARA JESUS 2010 sexta-feira, jun 4 2010 

Andei lendo um pouco aqui, um pouco acolá, notícias, opiniões, comentários, sobre a marcha para Jesus realizada neste feriado passado em 03 de junho. Achei digno de nota e exposição neste blog o arrazoado que abaixo segue; pela pertinência, coerência, propriedade, e em consonância com as Escrituras.

Leia-se:

  • Carlos Roberto disse:
  • O CRISTIANISMO BOMBRIL DAS MIL E UMA FUTILIDADES
  • “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me amam, e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele” – João 14:21

    O cristianismo “BOMBRIL” – e ninguém está me pagando para fazer propagando do produto – é assim, vive das “MIL E UMA FUTILIDADES”, isto mesmo, futilidades.

  • A “MARCHA PARA JESUS”, nada mais é do que uma das “MIL E UMA FUTILIDADES” da religião moderna para permitir que o povão possa ter um divertimento a mais, que também possa extravasar as suas frustrações e compensar as deficiências espirituais que dominam as igrejas neste século. O pior de tudo, é que tanto crentes – não cristãos que é outra coisa – como Pastores, Bispos, Apóstolos e Missionários, andam todos com a vida espiritual capenga, corroída pelo modelo ANTI-BÌBLICO de brincar de igreja, que precisam inventar novidades para tentar convencer o povo de suas ideologias religiosas vazias e inócuas. Além de perturbarem a ordem publica e de causarem incomodo a milhares de pessoas, esta bagunça religiosa promovida por militantes da libertinagem religiosa não trás qualquer acréscimo na estrutura espiritual de ninguém. É preciso lembra que a Bíblia não recomenda e não nos ensina “protestar”, mas “testemunhar”, sem que precisemos levar para avenidas, os agitadores evangélicos e as suas parafernálias pensando que as doenças da alma vão ser curadas com “Marchas Para Jesus”. Isto é uma vergonha! É a liquidação da fé nos palcos da vida, que de forma sutil e extravagante vai causando os seus estragos na história do cristianismo.

    Infelizmente a igreja foi invadida por pessoas que vieram do mundo, mas que não abandonaram as suas prática e os seus costumes, são pessoas que defendem um cristianismo barato, sem se lembrarem que “GRAÇA BARATA, NÃO É GRAÇA”. Ninguém aceita discutir estas distorções, não querem fazer um paralelo entre as VANTAGENS e os PERIGOS desta obsessão doentia dos cristãos por movimentos ativistas, que não são respaldados pelas Escrituras. Digo isto, porque só eu sei o que estou enfrentando por combater esta religiosidade de FORMAS, mas que não possui qualquer CONTEÚDO que possa atender aos desejos e anseios da alma e do coração. Chamam-me de quadrado, de ultrapassado e até de ridículo, mas…

    O Salmista, num momento de angustia e de profunda tristeza afirmou: “Espera somente em DEUS, pois ainda o louvarei, Ele que é o meu socorro, e o meu Deus” – Salmos 43:5. Ele estava vivendo os piores momentos de sua vida, e nem por isto recorreu a métodos “extra BÍBLIA” para mostrar a sua revolta e a sua preocupação com aquele momento de sua vida. A resposta dele e para ele foi, “espera em Deus”, um exercício de paciência que não faz parte da vida cristã de ninguém hoje, assim, é mais fácil agitar o povão numa marcha sem pé, nem cabeça, a ter que esperar pela ação de Deus no seu tempo. Desta forma, no campo do jogo espiritual, o inimigo tem batido todos os recordes. De algum modo, as nossas igrejas estão num vale de lágrimas, caminhando sobre um deserto espiritual perigoso, muitas são uma servil imitação do mundo, e não passam disto! Esperar em Deus não faz sentido, é preciso ter algo melhor do que exercitar a paciência aguardando a providência divina. Estão agonizando, e aí qualquer medicamento serve para manter a respiração e a agitação da turma.

    Em nossa vida agitada, podemos prantear e lamentar, ser impulsionados para trás e para frente, sob os assaltos do opressor, até estarmos quase derrotados, podemos nos queixar de que Deus nos esqueceu, mas nem por isto devemos recorrer a ações que contrariem o que estabelece a BÍBLIA como regra para o exercício da fé cristã. Tem muita gente “MARCHANDO PARA JESUS”, no entanto estão muito distante dele, marcham com o cordão umbilical ainda agarrado ao mundo. Estão a anos luz daquilo que representa uma vida sob a tutela do Senhor Jesus. E ai, quando alguém faz um alerta, ele é metralhado sem nenhum sentimento cristão. Mas, qual é o resultado prático de tudo isto? Qual é a aplicação na vida espiritual do povo? Que contribuição efetiva este movimento traz para a história da igreja? Jesus participaria de um evento desta natureza e com estes propósitos? Ou será que os fins justificam os meios? Eu fico, sem vacilar, com a última opção!

    Queremos que o cristianismo sobreviva de manobras religiosas, estamos buscando nas generalidades do inferno uma forma de cobrirmos o vazio de uma vida espiritual combalida e próximo do limite de exaustão. Estamos atraindo o povo para a religião através de uma “MARCHA PARA JESUS”, mas não estamos conduzindo este mesmo povo a Deus por meio de nosso TESTEMUNHO. Causamos incomodo por perturbar e não por TESTEMUNHAR, e este é o ponto principal de tudo. Testemunhar dá trabalho, exige abstenção de muitas práticas e requer submissão a Deus, já na MARCHA, pelo contrário, as pessoas são submissas a LÍDERES que tem as suas intenções e as suas ideologias, que é notório, são distorcidas para satisfazer aos desejos das massas e de seus impérios religiosos. A “MARCHA PARA O CÉU” não depende de manifestações ideológicas, depende sim, de sermos FIÉIS aos ensinos de nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO.

    “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas edificam” – I Coríntios10:23

    “Não existe maneira certa de fazer uma coisa errada”

    – 4 junho 2010 às 9:04 –