* Eles = os bispos da Igreja Universal do Reino de Deus

Ministro da Pesca Marcelo Crivella afirma que o PT ajuda os pobres a dar mais dízimo, e que por isso pastores deveriam aplaudi-lo

 

 

Ministro da Pesca Marcelo Crivella afirma que o PT ajuda os pobres a dar mais dízimo, e que por isso pastores deveriam aplaudi-lo

Falando sobre os programas sociais adotados pelo PT no governo federal, durante um evento para pastores evangélicos na última sexta feira (22), o ministro da Pesca Marcelo Crivella (PRB) afirmou que os avanços da economia brasileira proporcionado por tais projetos impactou diretamente no crescimento das igrejas evangélicas no país.

– A nossa presidenta e o presidente Lula fizeram a gente crescer porque apoiaram os pobres. E o que nos sustenta são dízimos e ofertas de pessoas simples e humildes – afirmou Crivella, de acordo com a Agência Estado, ressaltando que as políticas públicas voltadas para a população mais pobre permitiram uma arrecadação maior do dízimo.

– Com a presidenta Dilma, os juros baixaram. Quem paga juros é pobre. Com menos juros, mais dízimo e mais oferta – completou o ministro, que é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus e sobrinho do bispo Edir Macedo (supremo mandatário dessa mesma igreja).

As afirmações de Crivella foram feitas durante a Convenção Nacional das Assembleias de Deus, que reuniu dirigentes e líderes religiosos para traçar as diretrizes da igreja evangélica para os próximos quatro anos. Ao lado do ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), que discursou como representante de Dilma, Marcelo Crivella disse ainda que os pastores evangélicos devem aplaudir a presidente Dilma e seu antecessor, Lula, pelos programas sociais.

– A presidenta Dilma disse: não vamos mais explorar o povo. E quando sobra mais dinheiro, o povo evangélico não é o povo que vai para a butique pra comprar roupa de marca. Sabe o que o povo faz? Ele vai mais na igreja, porque tem condições de pagar o metrô e o trem. Ele dá mais oferta, mais dízimo, faz mais caridade. Então nós temos que aplaudir a presidenta Dilma – ressaltou o político e líder religioso.

Cabe lembrar que Marcelo Crivella pertence ao partido fundado pela Igreja Universal (PRB).

Jesus chamou para si discípulos para serem “pescadores de homens” e Marcelo Crivella na condição em que se encontra: “Ministro da Pesca e Aquicultura”, por essas suas declarações revela estar muito mais interessado no dinheiro dos homens do que numa melhor condição de vida para esses nossos pobres (pobres em instrução, cultura…)  brasileiros.

Como diz o ditado: “o peixe morre pela boca”, ou seja: a pessoa pelo seu próprio pronunciamento revela as suas reais intenções.

Anúncios